CCCC, China, Energia, Infraestrutura, Joint Venture, Macquarie Capital, Mercado Aberto

Chinesa CCCC e Banco Modal estudam investimentos em ferrovias no Brasil

Chinesa CCCC e Banco Modal estudam  investimentos em ferrovias no Brasil

Mercado Aberto

Maria Cristina Frias

Chinesa CCCC e Banco Modal estudam investimentos em ferrovias no Brasil

Depois da parceria com o CCCC (China Communications Construction Company) na área de portos, o Banco Modal projeta novos investimentos chineses na área de ferrovias no Brasil.

“Estamos expandindo nossa presença também para o financiamento de empresas da China no país”, diz Eduardo Centola, sócio do banco.

“Há interesse na Ferrogrão [do Mato Grosso ao Pará], que talvez entre no PPI, e na Norte-Sul [entre Tocantins e São Paulo], que também já consta do programa federal de concessões.”

O Modal fez uma joint venture, a MDC, com a CCCC e o australiano Macquarie Capital. Há um primeiro projeto de R$ 1,5 bilhão em uma usina hidrelétrica na Colômbia. Na MDC, os estrangeiros têm cerca de 42%, e o Modal, 16%.

“Estão em estudo vários investimentos na área de energia.” No Brasil, o banco é também assessor financeiro exclusivo da CCCC, como na compra de 80% da Concremat -por R$ 350 milhões-, e no Porto São Luís, operações em que a gigante chinesa investirá sozinha R$ 1,7 bilhões.

“Ainda faltam algumas condições para o fechamento do negócio, mas um dos objetivos desse projeto é que a CCCC faça o investimento no ativo, com financiamento também seja chinês e que seja o primeiro de outros.”

Outra parceria do Modal relacionada a China e infraestrutura é com o fundo americano TPG, que anunciou fechamento do escritório no Brasil em dezembro.

Ao mesmo tempo, o TPG lançou um novo fundo de infraestrutura de US$ 4 bilhões, baseado na China, para aportes em emergentes.

“Um dos primeiros alvos que estudam são os ativos da Abengoa no Brasil”, afirma o sócio do banco.

Raio-x

Cerca de US$ 42,25 bilhões é a receita operacional da CCCC entre janeiro e setembro do ano passado

R$ 12,4 bilhões são os recursos sob gestão do Banco Modal

 

US$ 377 bilhões (R$ 1,18 bilhão) é o total sob gestão Macquarie em 30 de setembro de 2016.